Início » Verão escaldante: desafios para a pele e dicas de proteção
Estética & Beleza

Verão escaldante: desafios para a pele e dicas de proteção

A atual onda de calor que atinge o Brasil, especialmente as regiões Sul e Sudeste, tem despertado preocupações quanto à saúde da população. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de “grande perigo” devido às altas temperaturas registradas, o que tem consequências diretas na saúde das pessoas, especialmente em relação à pele.

O calor intenso não apenas aumenta os riscos cardiovasculares e a probabilidade de desidratação, mas também representa uma ameaça à saúde da pele. O dermatologista Cauê Cedar, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), alerta que a exposição solar intensa durante o verão pode levar a queimaduras solares e aumentar o risco de desenvolver câncer de pele.

A umidade adicional, comum durante períodos de calor intenso, também contribui para o surgimento de problemas dermatológicos. Com o aumento das atividades ao ar livre típicas dessa estação, as pessoas ficam mais expostas à radiação solar e à umidade, criando um cenário propício para o aparecimento de condições de pele.

A exposição prolongada ao sol, característica do verão, pode resultar em queimaduras solares, acne solar, dermatite seborreica, rosácea, melasma, pano branco (micose) e brotoeja. O calor excessivo, a umidade e a exposição solar sem proteção adequada podem desencadear ou agravar esses problemas dermatológicos.

Queimadura solar

A queimadura solar é uma reação comum da pele após exposição excessiva ao sol. Ela se manifesta como vermelhidão e pode causar sintomas como dor, sensibilidade, queimação, ardência e mudança na textura da pele, podendo descamar em casos mais graves. Em situações extremas, a queimadura solar pode levar à insolação, que é caracterizada por dor de cabeça, febre, enjoo, vômitos, mal-estar e desidratação.

Acne

Já a acne solar é uma condição dermatológica causada pela combinação da oleosidade natural da pele, que tende a aumentar no verão, com o suor, o uso de filtro solar e a exposição à radiação solar. Ela pode surgir não apenas no rosto, mas também em áreas como costas e ombros. Para preveni-la, é recomendável lavar a pele com um sabonete adequado para pele oleosa, usar tônicos adstringentes e filtros solares com base aquosa ou em gel, para controlar a oleosidade.

Dermatite

A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que provoca descamação e vermelhidão, especialmente em áreas como sobrancelhas, couro cabeludo e orelhas, sendo conhecida popularmente como “caspa”. Essa condição é crônica, com períodos de melhora e piora dos sintomas. O calor excessivo pode agravar a dermatite seborreica, e para preveni-la é recomendado o uso de xampu adequado para o couro cabeludo, manter uma alimentação saudável, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e evitar banhos quentes.

Rosácea

A rosácea é uma doença que afeta a pele, especialmente na região central do rosto, caracterizada por uma pele sensível que se irrita facilmente com o uso de alguns produtos dermatológicos, ácidos e com o calor. No calor, a exposição à radiação ultravioleta e o aumento da temperatura podem causar uma dilatação excessiva dos vasos sanguíneos da pele, agravando a rosácea e tornando-a mais visível. Os sintomas incluem ardência na pele, ondas de calor na região do rosto, coceira e, em alguns casos, surgimento de pústulas e pequenas bolhas na face.

Melasma

O melasma é uma condição caracterizada pelo surgimento de manchas escuras na pele, principalmente no rosto, mais comum em mulheres. Suas causas não estão totalmente esclarecidas, mas fatores como o uso de anticoncepcionais, gravidez, exposição solar e predisposição genética estão relacionados ao seu desenvolvimento. No verão, a exposição à radiação ultravioleta e ao calor podem agravar o melasma, aumentando a pigmentação da pele e intensificando as manchas.

Esses são alguns dos problemas dermatológicos comuns durante o verão, mas é possível preveni-los com cuidados adequados, como o uso de protetor solar, roupas adequadas, evitar a exposição solar nos horários de maior incidência, entre outras medidas de proteção da pele.

Para proteger a pele durante as ondas de calor, é fundamental adotar medidas preventivas. O uso de protetor solar com FPS adequado, roupas que protejam contra a radiação solar, evitar a exposição direta ao sol entre às 10h e 16h, e manter a pele bem hidratada são algumas das recomendações para preservar a saúde da pele durante o verão.

Fonte: ocp

About the author

Avatar

Suporte

Add Comment

Click here to post a comment

DESTAQUE NO GUIA DE EMPRESAS

Blogueiras

Stephanie Braga

Stephanie Braga

Cirurgiã Dentista especialista estética facial
Proprietária Instituto Onze

Quezia Pio

Quezia Pio

Esteticista especializada em Ozonioterapia

Lorraine

Lorraine

Esteticista e Biomédica | Mentora da estética e beleza
🚀 Estrategista Digital

abril 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930